Seguro automotivo: veja as principais coberturas

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Pagar por um bom e abrangente contrato de cobertura para o seguro automotivo de um carro de passeio usado como um Volkswagen Saveiro, um Volkswagen Voyage um Fiat Siena ou qualquer outro modelo pode valer muito a pena na hora em que você precisa. Atualmente, existem no mercado basicamente duas modalidades de cobertura para o seguro do seu carro: a básica e a compreensiva.

A modalidade básica é a mais barata e contempla apenas roubo, furto e incêndio. A compreensiva, por outro lado, abrange várias outras situações e, por isso, acaba sendo um contrato de cobertura bem melhor para quem gosta de se precaver mais. Seguem alguns dos principais benefícios extras (além dos já oferecidos pela cobertura de seguro básica) que podem ser usufruídos por quem decide obter uma apólice pela modalidade compreensiva.

1. Proteção contra colisões, abalroamento e capotamento

A seguradora chama de colisão a batida com o carro em movimento. Já no caso, do abalroamento, é quando você por exemplo, deixou o veículo estacionado na rua e, ao retornar, viu um grande amassado em alguma parte da lataria. Já o capotamento dispensa mais explicações.

Em qualquer dos três casos, o seguro garante o valor do conserto, também pode oferecer assistência 24 horas, carro reserva e até disponibilizar um transporte para levar o motorista para casa após a batida.

2. Proteção contra danos causados por objetos externos

Esse tipo de cobertura cobre danos causados por qualquer tipo de objeto, como árvores que venham a cair, uma pedra que quebre o vidro ou outro objeto que se desprenda, por exemplo, de um caminhão

3. Proteção contra danos causados pelo transporte de cargas

Neste tipo de cobertura se estiver sendo transportado um objeto que, por acaso, venha a se desprender e acabe causando danos ao veículo, esta cobertura pode garantir os custos de reparo.

Ela também é válida para proteger o veículo de danos quando você quiser transportá-lo para outro estado através de caminhões-cegonha ou quando ele tiver sido guinchado (quer dizer, quando o seu carro for a carga).

4. Proteção contra terceiros

Esta é para seu veículo ficar protegido contra danos como vandalismo ou batidas que não ocorreram por sua culpa.

5. Proteção contra meio ambiente

Também podem ser cobertos pelo seguro na modalidade compreensiva danos que venham a ocorrer por fenômenos naturais como alagamentos, enchentes, inundações, ressacas, vendavais, chuvas de granizo, raios e terremotos.

Coberturas adicionais

Se, com todas essas vantagens, você ainda não estiver satisfeito com a modalidade de seguro compreensiva, é possível contratar coberturas adicionais junto às seguradoras. Entre elas podem ser citadas a troca de acessórios por conta de colisões, reparo ou reposição dos vidros, blindagem (válida para carros que saíram com essa característica de fábrica ou que a tiveram adicionada posteriormente), danos morais, substituição de equipamentos, extensão de perímetro e despesas extraordinárias.

Caso o carro seja movido a Gás Natural Veicular (GNV), também há coberturas adicionais de seguro para danos ao cilindro compressor e às demais peças do kit do sistema. Outro benefício possível é a “Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos”, que reembolsa ao segurado a indenização à qual esteja obrigado a pagar, judicial ou extrajudicialmente, em consequência de danos corporais e/ou materiais involuntários causados a terceiros.

Para motoristas de veículo de transporte (táxi ou aplicativos) que usem seu próprio carro, é indicada a contratação do seguro de “Acidentes Pessoais de Passageiros” (APP). Ela assegura a proteção de possíveis passageiros do veículo segurado em caso de sinistro.

Como são muitas as opções, o ideal é pesquisar pelo menos duas ou três seguradoras antes de fechar o contrato. Assim, você garante o melhor preço e as melhores condições de pagamento disponíveis.

 

O conteúdo acima é uma parceria entre Auto Blog Ceará e o site Chaves na mão. 

 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais conteúdo para você

Relacionados

eletrificação automotiva

BMW e Porsche avançam (ainda mais) na eletrificação automotiva

O futuro da eletrificação automotiva no mundo, ainda às voltas com desafios relacionados a tempo de recarga e extração de minérios para as baterias, por exemplo, é uma incógnita. Mas é fato que nos países desenvolvidos as grandes empresas seguem investindo para aprimorar seus produtos. Dois casos recentes na Alemanha dão conta do que está sendo feito para tornar o uso de veículos 100% elétricos mais próximo da realidade de muitos consumidores. No primeiro caso, o BMW Group inaugurou, na Alemanha, a sua segunda linha de produção de módulos para baterias. Os produtos serão direcionados ao i4, modelo totalmente elétrico fabricado naquele país. A expansão ocorre um ano depois da

kwid

Kwid chega a mais de 300 mil unidades emplacadas no Brasil

Kwid – Com as reviravoltas do mercado brasileiro, que foi inundado por SUVs e está diminuindo cada vez mais as opções de carros de entrada (não temos mais, por exemplo, o Fiat Uno, o Nissan March nem o Toyota Etios, e o Renault Sandero vai sair de linha), o ultracompacto Renault Kwid foi um dos poucos que restaram nessa faixa. E o resultado de como esses veículos ainda continuam necessários está em um dado que a Renault divulgou: lançado no início de agosto de 2017, o Kwid ultrapassou a marca de 300 mil unidades vendidas. Descrito pela montadora, com certo exagero, como “o primeiro SUV compacto urbano” o Kwid consegue

Citroën C3

Novo Citroën C3 chega em 2022 com promessa de boa relação custo-benefício

Citroën C3 – País onde o carro, historicamente, é mais um símbolo de status do que um meio de transporte, o Brasil padece de um mal no mercado automotivo: a esmagadora maioria dos consumidores sonha em ter um SUV na sua garagem. Muitos preferem, aliás, um modelo desse tipo mais velho (e consequentemente com manutenção mais cara) do que um modelo mais novo de um hatch ou uma perua mais espaçosos. É por isso, inclusive, que opções como a Spacefox, da Volkswagen, ou a Toyota Fielder não emplacaram por aqui. Um detalhe: a Fielder era apenas um derivado do sedan Corolla, que segue vendendo muito bem. Ou seja, tinha custo

Jetta GLI

Jetta GLI: versão única esportiva por quase R$ 217 mil

Jetta GLI – No segmento de sedans médios, no qual o Toyota Corolla reina quase absoluto, com mais de 9 mil unidades vendidas no primeiro trimestre de 2022, o Volkswagen Jetta teve emplacadas, no mesmo período, apenas 41 carros. E esse quadro, para o modelo, não deve mudar muito com a chegada de sua nova versão, a GLI, que foi apresentada hoje. Com preço sugerido de R$ 216.990,00, o carro tem atributos como o motor 350 TSI de quatro cilindros de 231 cv de potência e 35,7 kgfm de torque com baixas rotações (já a 1.500 rpm), transmissão de dupla embreagem DSG com sete marchas e aceleração de 0 a

Assine

Recebe novidades e ofertas de nossos parceiros na integra em seu e-mail