Renault cria Le Square, laboratório de inovação em Paris

Le Square

Compartilhe:

Depois das unidades do Silicon Valley, nos Estados Unidos, e de Tel Aviv, em Israel, a Renault anuncia a abertura de mais um Open Innovation Lab (Laboratório de Inovação Aberta). Chamado Le Square, ele é localizado na Place de la République, em meio a startups e estruturas de pesquisa universitárias da capital francesa. Segundo a montadora, “o Le Square pretende explorar novas formas de trabalho e o futuro da mobilidade, abrindo as fronteiras da empresa e promovendo a colaboração em torno de novos negócios” com os setores franceses que atuam na área.

A Renault ressalta, ainda, que o local foi concebido como um laboratório aberto de experimentação e propositalmente perto, geograficamente, de outras unidades do grupo Renault-Nissan em funcionamento na França para facilitar o compartilhamento de ideias. Novas tecnologias como carros conectados e elétricos e o futuro da mobilidade estão entre as áreas citadas pela empresa para os estudos.

Outro motivo pela escolha de Paris como sede, explica a Renault, é o fato da França contar hoje com 228 incubadoras de startups e 49 aceleradoras. “Além disso, a região metropolitana de Paris tem mais de 3 mil startups, sendo considerada pelos investidores um local propício para o desenvolvimento de tecnologias de ponta e ocupando o 4º lugar entre as capitais mundiais mais atrativas”, diz a empresa.

Le Square faz parte da estratégia Inovação Aberta na Renault

O investimento em inovação através de laboratórios conectados com regiões de grande produção na área começou em 2011, com a unidade do Vale do Silício. Ele trabalha com condução autónoma e Inteligência Artificial. Já o de Tel Aviv, aberto no ano passado, tem como principais focos veículos elétricos, mercado de reposição e segurança cibernética.

Além dos centros de pesquisa, a estratégia é composta de três pilares: compartilhamento de conhecimentos (por meio de eventos, conferências, think tanks, meetups), criatividade e métodos de desenvolvimento inovadores (design thinking, Fablab) e ações de alavancagem da nova economia (como aceleração de startups, trabalho colaborativo e aberto e uso de plataformas).

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais conteúdo para você

Relacionados

e-tech

Renault E-Tech traz Kwid elétrico e novos carros para 2023

A Renault realiza, entre os dias 5 e 9 de setembro, o Renault E-Tech, evento de divulgação da estratégia da montadora para investimento em veículos elétricos. Um dos principais atrativos é o lançamento oficial e início das vendas do Kwid E-Tech, versão 100% elétrica do compacto mais “barato” que a empresa comercializa no Brasil desde 2017.  Além disso, a Renault trouxe para exposição outros modelos que fazem parte da estratégia e também estarão disponíveis no Brasil: o Megane E-Tech, a van Master E-Tech e o Kangoo E-Tech . “Os três veículos chegarão no primeiro semestre de 2023”, promete a fábrica. A pré-venda do Kwid E-Tech começou em abril e, de

audi

Audi estará na Fórmula 1 a partir de 2026

Ícone mundial do automobilismo de alta performance, a montadora alemã Audi anunciou que estará na Fórmula 1 a partir de 2026. Ao que tudo indica, a decisão tem a ver com a meta de associar sua marca com a série de novidades que a competição irá implantar a partir daquele ano, quando novas regras técnicas serão aplicadas para deixa-la mais sustentável. Dentre as mudanças previstas estão o uso de combustíveis sintéticos (hidrogênio, por exemplo) e motores híbridos. “Além disso, a Fórmula 1 estabeleceu a meta ambiciosa de ser uma competição neutra em carbono até 2030”, acrescenta a Audi, justificando seu interesse em fazer parte do desenvolvimento das novas tecnologias. Vale

novo c3

Novo Citroën C3 tem preço a partir de R$ 68.990 sem pintura metálica

“Acessível, inovador, prático, inteligente e com atitude SUV”. Foi assim, sem economizar nos adjetivos e juizos de valor (como é típico das montadoras), que a Citroën anunciou a chegada do novo C3, sobre o qual já falamos. Primeiro de uma família de três modelos desenvolvidos e fabricados na América do Sul, o carro representa, segundo a fábrica, uma “nova fase” sua no Brasil depois de uma trajetória meio errática que deixou seus carros com fama de caros e complicados de manter. Um dos destaques dados pela Citroën é que o novo C3 está posicionado na faixa de preço próxima de modelos menores, mas com um porte que o aproxima um

fluido veicular

Fluido veicular: conheça os 6 tipos que seu carro tem

Fluido veicular – Para quem não sabe, é possível fazer um paralelo entre os princípios de funcionamento de um carro e do corpo humano. Na geração de energia, por exemplo, nós precisamos do oxigênio e de alimentos. Os veículos também usam oxigênio no seu processo, e o combustível entra como o segundo componente, no lugar da nossa comida. E também como acontece com os seres humanos, fluidos são essenciais para todos os meios de locomoção motorizados. Assim como nós não passamos mais que três dias sem água, um veículo simplesmente para de funcionar se não estiver com os componentes líquidos que precisa para se mover. De acordo com a divisão

Assine

Recebe novidades e ofertas de nossos parceiros na integra em seu e-mail